Quatro fazendas são decretadas indisponíveis no Pantanal mato-grossense por dano ambiental

O MP pediu mais de R$136 milhões em indenizações por danos ambientais ocorridos entre 2016 e 2019

Queimadas no Pantanal
Queimadas no Pantanal (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Na última sexta-feira (23), a Justiça decretou, por liminar, a indisponibilidade de quatro fazendas no pantanal mato-grossense, em Itiquira. Os acionados devem pagar mais de R$136 milhões em indenizações por crimes ambientais cometidos entre 2016 e 2019.

Como apontado no G1, “indisponibilidade” no caso significa: deixar de realizar atividades que impeçam ou dificultem a regeneração natural da vegetação no prazo de 30 dias, promover o isolamento das áreas, e suspender todas as atividades lesivas ao meio ambiente (como pecuária, agricultura, piscicultura, entre outras).

O projeto Olhos da Mata, que busca instâncias de desmatamento através de tecnologias de sensoriamento em conjunto com dados públicos, foi o responsável por identificar as fazendas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247