Randolfe pede quebra de sigilo de empresa do filho de Lula

"Estou fazendo logo a quebra até para não prevalecer, neste debate, a discussão entre governo e oposição. Já teve um requerimento de convocação de Luís Cláudio Lula da Silva rejeitado pela CPI. Para não correr o risco de ter o segundo requerimento rejeitado, vamos fazer a apreciação dos requerimentos de quebras de sigilo", disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), sobre o filho do ex-presidente Lula; ontem, sua empresa, a LFT Marketing Esportivo, foi alvo de buscas da operação Zelotes 

"Estou fazendo logo a quebra até para não prevalecer, neste debate, a discussão entre governo e oposição. Já teve um requerimento de convocação de Luís Cláudio Lula da Silva rejeitado pela CPI. Para não correr o risco de ter o segundo requerimento rejeitado, vamos fazer a apreciação dos requerimentos de quebras de sigilo", disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), sobre o filho do ex-presidente Lula; ontem, sua empresa, a LFT Marketing Esportivo, foi alvo de buscas da operação Zelotes 
"Estou fazendo logo a quebra até para não prevalecer, neste debate, a discussão entre governo e oposição. Já teve um requerimento de convocação de Luís Cláudio Lula da Silva rejeitado pela CPI. Para não correr o risco de ter o segundo requerimento rejeitado, vamos fazer a apreciação dos requerimentos de quebras de sigilo", disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), sobre o filho do ex-presidente Lula; ontem, sua empresa, a LFT Marketing Esportivo, foi alvo de buscas da operação Zelotes  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou ter apresentado na CPI do Carf pedidos para quebrar os sigilos bancário, fiscal e telefônico da empresa LFT Marketing Esportivo, que pertence a Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula.

Ontem, o escritório dele foi alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal em uma nova fase da Operação Zelotes. Investigadores contestam pagamentos de uma das consultorias suspeitas de atuar pela Medida Provisória 471, que prorrogou benefícios fiscais de montadoras de veículos.

"Estou fazendo logo a quebra até para não prevalecer, neste debate, a discussão entre governo e oposição. Já teve um requerimento de convocação de Luís Cláudio Lula da Silva rejeitado pela CPI. Para não correr o risco de ter o segundo requerimento rejeitado, vamos fazer a apreciação dos requerimentos de quebras de sigilo", disse Randolfe.

Leia aqui reportagem de Ricardo Brito sobre o assunto.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247