Raquel pede que investigações sobre Onyx e Eduardo Bolsonaro saiam do STF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao STF que encaminhe ao TRE-RS a investigação que apura suspeitas de caixa 2 envolvendo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, acusado de receber propina da J&F; a PGR também solicitou que seja enviada a uma das varas criminais de Brasília a denúncia contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre uma suposta ameaça a uma jornalista

Raquel pede que investigações sobre Onyx e Eduardo Bolsonaro saiam do STF
Raquel pede que investigações sobre Onyx e Eduardo Bolsonaro saiam do STF (Foto: Esq.: Antonio Cruz - ABR / Dir.: em cima (Wilson Dias - ABR) / embaixo (Fabio Pozzebom-ABR))

247 - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal que encaminhe ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) a investigação que apura suspeitas de caixa 2 envolvendo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. A investigação tem como base delações de executivos da J&F.

Há relato e planilhas sobre pagamentos de R$ 100 mil, em 2012, e R$ 200 mil, em 2014, quando ele concorria a deputado federal. Lorenzoni admitiu em entrevista a uma emissora de rádio ter recebido R$ 100 mil e pediu desculpas. 

Em novembro do ano passado, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, isentou o titular da pasta de punição. "Ele já admitiu e pediu desculpas".

A declaração veio de encontro o que o próprio ministro disse em palestra realizada na Universidade de Harvard (EUA). "Temos que falar a verdade, a Caixa 2 nas eleições é trapaça, é um crime contra a democracia. Corrupção em financiamento de campanha é pior que desvio de recursos para o enriquecimento ilícito".

A PGR também solicitou que seja enviada a uma das varas criminais de Brasília a denúncia contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre uma suposta ameaça a uma jornalista. No ano passado, o órgão ofereceu denúncia contra o filho do presidente por suposta ameaça a Patrícia Lélis, com quem teria se relacionado. Os advogados do deputado alegam que ele é inocente. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247