Receita vai tributar dinheiro de delatores

Ministério Público discorda da decisão e diz que a cobrança de Imposto de Renda e multa sobre esses valores milionários pode dificultar o fechamento de novas delações; até agora foram 35 acordos; na avaliação de auditores fiscais, a obrigação tributária decorre da renda recebida e não declarada, que causou um acréscimo patrimonial; Pedro Barusco, que era gerente-executivo de Engenharia da Petrobras, prometeu devolver US$ 97 milhões

Ministério Público discorda da decisão e diz que a cobrança de Imposto de Renda e multa sobre esses valores milionários pode dificultar o fechamento de novas delações; até agora foram 35 acordos; na avaliação de auditores fiscais, a obrigação tributária decorre da renda recebida e não declarada, que causou um acréscimo patrimonial; Pedro Barusco, que era gerente-executivo de Engenharia da Petrobras, prometeu devolver US$ 97 milhões
Ministério Público discorda da decisão e diz que a cobrança de Imposto de Renda e multa sobre esses valores milionários pode dificultar o fechamento de novas delações; até agora foram 35 acordos; na avaliação de auditores fiscais, a obrigação tributária decorre da renda recebida e não declarada, que causou um acréscimo patrimonial; Pedro Barusco, que era gerente-executivo de Engenharia da Petrobras, prometeu devolver US$ 97 milhões (Foto: Roberta Namour)

247 - A Secretaria da Receita Federal vai tributar o dinheiro devolvido pelos delatores da Lava Jato. O Ministério Público discorda da decisão e diz que a cobrança de Imposto de Renda e multa sobre esses valores milionários pode dificultar o fechamento de novas delações.

Até agora foram 35 acordos de delação. Pedro Barusco, que era gerente-executivo de Engenharia da Petrobras, prometeu devolver US$ 97 milhões. Segundo reportagem de Maira Magro, na avaliação de auditores fiscais, a obrigação tributária decorre da renda recebida e não declarada, que causou um acréscimo patrimonial.

A Receita também faz uma grande operação de fiscalização para comprovar os valores recebidos e não declarados pelos envolvidos. Até agora, os lançamentos fiscais já somam R$ 1 bilhão (leia mais).

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247