Regina Duarte é ‘bomba relógio’, avaliam membros do núcleo do governo Bolsonaro

A atriz Regina Duarte, empossada nesta quarta-feira (4) na Secretaria da Cultura, já é considerada um perigo para a estabilidade do governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro. Ela começou sua gestão enfrentando resistência e pressões para tomar posições incondicionais de apoio às bandeiras do governo. Bolsonaristas fazem campanha por sua demissão nas redes sociais

Olavo de Carvlho, Regina Duarte e Jair Bolsonaro
Olavo de Carvlho, Regina Duarte e Jair Bolsonaro (Foto: Reuters | Carolina Antunes/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A atriz Regina Duarte começou sob pressão dos bolsonaristas a sua gestão à frente da Secretaria da Cultura. 

Ela é considerada uma bomba relógio prestes a explodir por integrantes do núcleo próximo de Jair Bolsonaro, informa Mônica Bergamo em sua coluna. 

Membros do grupo palaciano a consideram imprevisível, e desligada em relação a compromissos políticos que seriam caros a Jair Bolsonaro. 

Os seguidores do guru do clã Bolsonaro, Olavo de Carvalho, estão furiosos com ela e atacando-a nas redes sociais, porque demitiu olavistas da Secretaria e já demonstrou que pretende demitir mais. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247