Reginaldo Lopes: violência política tem tudo para crescer ainda mais

"Nenhum tipo de assassinato deve ser naturalizado. A redução dos homicídios foi uma importante bandeira que carreguei nesse último mandato. Propus um plano nacional com 5 metas e uma série de outros projetos. Apesar de alguns avanços pontuais, é a estrutura que precisa ser mudada!", disse o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) em sua conta no Twitter

Reginaldo Lopes: violência política tem tudo para crescer ainda mais
Reginaldo Lopes: violência política tem tudo para crescer ainda mais (Foto: Valter Campanato/ABr)

247 - Após mais um assassinato com provável motivação política, a do policial militar João Maria Figueiredo, no Rio Grande do Norte, o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) defendeu que o Brasil crie instrumentos para coibir a crimes de natureza política ou ideológica que, segundo ele, tendem a crescer no país.

"O Brasil precisa de instrumentos para coibir a violência política, que tem tudo para crescer ainda mais em nosso país. A morte  do soldado da Polícia Militar João Maria Figueiredo é inaceitável. O Estado está avisado do que está acontecendo!", disse Reginaldo em sua conta no Twitter.

O parlamentar lembra que apresentou logo após as eleições um projeto que propõe a criação do Observatório Legislativo da Violência Política pela Câmara dos Deputados, para acompanhar e monitorar "casos incompatíveis com uma democracia madura e avançada".

"Isso é o que está ao meu alcance como deputado. Como ser político, peço a todos e todas preocupados com a democracia que se atentem para essas mortes que não podem, de maneira alguma, serem naturalizadas", disse.

"Nenhum tipo de assassinato deve ser naturalizado. A redução dos homicídios foi uma importante bandeira que carreguei nesse último mandato. Propus um plano nacional com 5 metas e uma série de outros projetos. Apesar de alguns avanços pontuais, é a estrutura que precisa ser mudada!", finalizou Reginaldo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247