Reinaldo Azevedo: dados de Bolsonaro na Receita foram acessados por bolsonarista

Irmão de deputada federal do DEM é um dos investigados por ter acessado dados do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Receita Federal; "A parlamentar pediu uma audiência com o ministro Sérgio Moro (Justiça) para explicar que o irmão é ingênuo, quase uma criança, e que não acessou dado sigiloso nenhum. Seu objetivo seria apenas saber a data de nascimento do agora presidente. O acesso irregular teria acontecido em outubro do ano passado"

Reinaldo Azevedo: dados de Bolsonaro na Receita foram acessados por bolsonarista
Reinaldo Azevedo: dados de Bolsonaro na Receita foram acessados por bolsonarista (Foto: Reuters)

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo ironizou a "falha" na teoria conspiratória traçada por aliados do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que teve seus dados na Receita Federal acessados nesta semana, já que um dos investigados seria um apoiador do presidente.

"Presidente Jair Bolsonaro decidiu estimular seus paranoicos nas redes sociais, anunciando que alguém havia acessado ilegalmente seus dados na Receita Federal. Os fiéis da Igreja bolsonarista começaram a espalhar imediatamente hipóteses conspiratórias. As esquerdas estariam preparando uma armadilha contra o Mito. Tiro n'água", escreveu o jornalista em sua coluna no Uol.

O irmão da deputada federal Norma Ayub (DEM-ES), Odilon Alves, é um dos investigados.

"A parlamentar diz que ele é bolsonarista, a exemplo dela própria. Norma pediu uma audiência com o ministro Sérgio Moro (Justiça) para explicar que o irmão é ingênuo, quase uma criança, e que não acessou dado sigiloso nenhum. Seu objetivo seria apenas saber a data de nascimento do agora presidente. O acesso irregular teria acontecido em outubro do ano passado", finalizou Azevedo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247