Relatório do CFM aponta que Brasil possui déficit de 18,2 mil leitos hospitalares

Segundo um relatório do CFM, 20 estados perderam leitos do SUS entre janeiro de 2011 e janeiro deste ano. A situação é considerada mais grave no Rio de Janeiro e São Paulo

Paciente com Covid-19 em hospital de campanha no Rio de Janeiro (RJ)
Paciente com Covid-19 em hospital de campanha no Rio de Janeiro (RJ) (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um levantamento elaborado pelo  Conselho Federal de Medicina (CFM) identificou que o Brasil  possui um déficit de 18,2 mil leitos hospitalares no Sistema Único de Saúde (SUS) atualmente. Segundo reportagem do jornal O Globo, o problema foi amenizado parcialmente durante a pandemia do novo coronavírus devido à criação dos hospitais de campanha. 

Em 2011, o déficit registrado era de 41 mil leitos de internação no SUS. Devido à pandemia, porém, foram criados 11,1 mil novos leitos. Ainda segundo o relatório do CFM, entre janeiro de 2011 e janeiro deste ano, 20 estados perderam leitos do SUS. A situação é mais grave no Rio de Janeiro, que perdeu cerca de 9,3 mil leitos, e São Paulo, com 2, 6 mil leitos a menos desde 2011. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247