Renan: compra de MPs será esclarecida

Presidente do Senado afirmou que as suspeitas sobre a compra de três medidas provisórias, investigadas pela Operação Zelotes, "evidentemente serão esclarecidas"; nesta segunda-feira (26), a Polícia Federal iniciou uma nova fase da investigação que incluiu buscas na empresa LFT Marketing Esportivo, do empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula; para Renan Calheiros (PMDB-AL), é "muito importante" acompanhar o desenrolar das investigações

renan calheiros
renan calheiros (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que as suspeitas sobre a compra de três medidas provisórias que são investigadas pela Operação Zelotes serão "evidentemente serão esclarecidas". Para Renan, é "muito importante" acompanhar o desenrolar das investigações. Nesta segunda-feira (26), a Polícia Federal iniciou uma nova fase da Operação Zelotes que incluiu o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na empresa LFT Marketing Esportivo, do empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Renan disse acreditar que o caso também já está sendo investigado pela CPI do Carf (Conselho de Recursos Administrativos e Financeiros). "Pelo que eu sei, a CPI deve estar investigando (a compra de medidas provisórias), sim", disse. Segundo ele, o Legislativo pode implantar um novo mecanismo visando evitar a compra de medidas provisórias para beneficiar determinados setores econômicos. Segundo ele, toda medida provisória passará, antes da sua tramitação, por uma avaliação de sua "pertinácia temática", permitindo que os temas que não estejam ligados diretamente ao tema central possam ser excluídos do texto da matéria

"A retirada de assuntos que não têm nada a ver com a MP, isso já facilita bastante. E essas outras questões terão que ser investigadas", destacou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247