Renan diz que abrirá sigilos fiscal, bancário e telefônico

"Estou entregando ao ministro [do Supremo Tribunal Federal] Teori [Zavascki] – ele não precisa sequer despachar – todos os meus sigilos sem exceção. Se há alguém que quer esclarecer esses fatos, sou eu", afirmou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre investigação na Lava Jato

Renan diz que abrirá sigilos fiscal, bancário e telefônico
Renan diz que abrirá sigilos fiscal, bancário e telefônico (Foto: Jonas Pereira)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Karine Melo, Repórter da Agência Brasil - O presidente do Senado, Renan Calheiros, disse nesta quinta-feira (14) que vai colocar à disposição da Justiça seus sigilos fiscal, bancário e telefônico. A quebra dos sigilos fiscal e bancário de Renan e do senador Fernando Collor (PTB-AL) foi solicitada pela Polícia Federal no último dia (7). Ambos são investigados em inquéritos da Operação Lava Jato abertos em março, com base nos depoimentos de delação premiada do doleiro Alberto Youssef.

"Estou entregando ao ministro [do Supremo Tribunal Federal] Teori [Zavascki] – ele não precisa sequer despachar – todos os meus sigilos sem exceção. Se há alguém que quer esclarecer esses fatos, sou eu. Os homens públicos não podem se recusar a esclarecer fatos. Você tem homens públicos que são acusados injustamente, outros justamente. A diferença exatamente está nas respostas. Existem aqueles que tem o que dizer e existem aqueles que não tem o que dizer. Com relação a mim, a explicação vai ser dada à luz do dia", garantiu Renan, ressaltando que esta é uma oportunidade para que tudo seja esclarecido.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do senador Collor disse que ele ainda não se pronunciou sobre o assunto.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247