Renan lembra que acusação falsa quase o afastou do Senado

Em vídeo postado neste sábado, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) comentou o arquivamento do caso em que era acusado de obstrução judicial, e que quase motivou seu afastamento do Senado; "Além da violação da minha intimidade, da minha família, ficamos expostos na mídia, e até pediram a minha prisão, quando eu presidia o Senado Federal", afirmou; assista

renan calheiros
renan calheiros (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Após a Polícia Federal (PF) enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) relatório descartando a suposta tentativa dos senadores Romero Jucá (PMDB-RR), Renan Calheiros (PMDB-AL) e do ex-senador José Sarney de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, o parlamentar do PMDB-AL afirmou que a decisão da PF "mostra que réu preso desesperado para reduzir pena ou anistiar dinheiro público desviado não pode acusar sem prova".

A PF entendeu que as conversas gravadas entre os três políticos com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, não configuraram crime. "Além da violação da minha intimidade, da minha família, ficamos expostos na mídia, e até pediram a minha prisão, quando eu presidia o Senado Federal", disse. O deputado lembrou que o Supremo Tribunal Federal rejeitou duas tentativas de afastá-lo do comando da Casa.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247