Rodrigo Pacheco põe em dúvida votação imediata de código eleitoral no Senado

Texto aprovado na Câmara poderá não valer em 2022 caso Senado não o confirme a toque de caixa

Rodrigo Pacheco
Rodrigo Pacheco (Foto: TV Senado / Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que não pode garantir que o novo código eleitoral, aprovado na madrugada desta quinta-feira (16) pela Câmara, será votado a tempo de entrar em vigor nas eleições de 2022.

Para que possam valer na disputa de 2022, a aprovação no Senado e a sanção de Jair Bolsonaro devem ocorrer até o início de outubro. 

A votação na Câmara foi articulada pelo centrão e conduzida pelo presidente da Casa, Arthur Lira.  

PUBLICIDADE

O código resgatou a quarentena de quatro anos para juízes, integrantes do Ministério Público, militares e policiais.

A quarentena eleitoral é criticada por Bolsonaro, que em sua live semanal nesta quinta (17) voltou a prometer vetar o dispositivo caso ele seja aprovado pelo Senado, informa a Folha de S.Paulo

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email