Ronnie Lessa, suspeito de assassinar Marielle Franco, tem 70% da aposentadoria bloqueada

O policial militar Ronnie Lessa, preso por suspeita de matar a ex-vereadora Marielle Franco, teve 70% da aposentadoria bloqueada por decisão de um juiz do Tribunal de Justiça do Rio

Ronnie Lessa
Ronnie Lessa (Foto: Lucas Landau/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O policial militar reformado Ronnie Lessa, preso por suspeita de matar a ex-vereadora Marielle Franco (PSOL), teve 70% da aposentadoria bloqueada por decisão do juiz Gustavo Gomes Kalil, da 4ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. 

A defesa diz que vai recorrer, segundo o UOL. Os advogados vão alegar que os 3 filhos do policial dependem da aposentadoria do pai para sobreviver. Dois deles são menores de idade e a maior de idade não trabalha.

O pedido de bloqueio foi do Ministério Público do Rio de Janeiro. Lessa tem direito a aposentadoria de R$ 8.191,53. O TJ manteve 30% desse valor para "natureza alimentar". O advogado de Ronnie, porém, informa que foi bloqueado 100% da aposentadoria, mas afirmou que foi um erro que será corrigido.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247