Roraima vai fazer novo pedido de ajuda ao governo federal

Depois de ter ajuda negada pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em novembro, o governo de Roraima vai refazer o pedido, após a morte de 33 presos na maior penitenciária do Estado; o secretário de Justiça e Cidadania, Uziel Castro, disse neste sábado 7 que vai oficializar na segunda-feira o novo pedido de envio de homens da Força Nacional; Moraes chegou a negar ter recebido pedido de apoio do Estado, mas foi desmentido por um ofício da governadora Suely Campos

Depois de ter ajuda negada pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em novembro, o governo de Roraima vai refazer o pedido, após a morte de 33 presos na maior penitenciária do Estado; o secretário de Justiça e Cidadania, Uziel Castro, disse neste sábado 7 que vai oficializar na segunda-feira o novo pedido de envio de homens da Força Nacional; Moraes chegou a negar ter recebido pedido de apoio do Estado, mas foi desmentido por um ofício da governadora Suely Campos
Depois de ter ajuda negada pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em novembro, o governo de Roraima vai refazer o pedido, após a morte de 33 presos na maior penitenciária do Estado; o secretário de Justiça e Cidadania, Uziel Castro, disse neste sábado 7 que vai oficializar na segunda-feira o novo pedido de envio de homens da Força Nacional; Moraes chegou a negar ter recebido pedido de apoio do Estado, mas foi desmentido por um ofício da governadora Suely Campos (Foto: Gisele Federicce)

247 - Depois de ter ajuda negada pelo governo federal em novembro, fato que chegou a ser negado pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, desmentido posteriormente por um ofício, o governo de Roraima vai refazer o pedido na segunda-feira 7, após a morte de 33 detentos na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, a maior do Estado, na madrugada de sexta-feira 6.

De acordo com o secretário de Justiça e Cidadania, Uziel Castro, o novo pedido de envio de homens da Força Nacional ao Ministério da Justiça será oficializado na segunda-feira 9. Ele disse esperar que desta vez a solicitação seja atendida.

"Vamos novamente pedir isso [envio da Força Nacional]. Na segunda-feira, o governo vai requerer junto ao ministro da Justiça o envio da Força Nacional. Esperamos que seja atendido", declarou neste sábado 7.

O pedido de novembro foi feito após a morte de 10 presos, com o objetivo de reforça, com soldados da Força Nacional, a segurança das penitenciárias do Estado. Questionado sobre o motivo da negativa, Moraes negou que tivesse recebido o pedido, mas foi desmentido em seguida por um ofício encaminhado pela governadora Suely Campos (leia mais).

Depois o ministro voltou atrás e admitiu ter negado ajuda. Ele e a governadora tiveram uma audiência para tratar do assunto no dia 11 de novembro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247