Rui Costa Pimenta: se esperarmos o impeachment de Bolsonaro pela direita, vamos vê-lo reeleito em 2022

247 - O presidente do PCO, Rui Costa Pimenta, falou nesta semana à TV 247 sobre a possibilidade de instauração de um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro. Ainda que existam muitos motivos, Rui acredita que o movimento em torno desta possibilidade é falso e que a esquerda aguarda neste momento um fato que resulte no interesse da direita pelo impeachment. Para ele, o caminho para tirar Bolsonaro do Planalto é a mobilização popular.

“Esse movimento que foi criado em torno do impeachment é um movimento falso, esse que é o problema que estamos enfrentando. O PT, acho que de conjunto, tem a expectativa de que algum acontecimento de um pouco mais de impacto vai convencer a maioria direitista do Congresso Nacional a votar o impeachment do Bolsonaro. Por essa via, nós nunca vamos ver o Bolsonaro fora do governo, nós vamos ver o Bolsonaro reeleito em 2022”, avaliou Rui Costa Pimenta.

Sobre a declaração do ex-presidente Lula a um jornal suíço na qual afirma que é preciso ter paciência e aguardar o término do mandato de Bolsonaro, Rui analisou que esta é uma ponderação de Lula que significa, na verdade, não querer que o PT assuma a liderança do pedido de impedimento. “A posição dele é uma posição equivocada, não tem fundamento. O Lula fala que ele [Bolsonaro] foi eleito, não é assim. O Bolsonaro foi eleito por meio de uma fraude, a grande vítima dessa fraude, fora o povo, foi o próprio Lula, isso já era mais do que motivo para você pedir a saída do governo, é um governo ilegítimo. Não é porque a imprensa fala que o Bolsonaro é legítimo que ele é legítimo. Então o discurso do Lula não tem muito fundamento, acho que ele pensa que o PT não deve se responsabilizar por uma política dessa natureza, porque o PT é um partido institucional, teve presidentes da República e ele deve achar que isso provoca um desgaste muito grande”.

“Eu também penso que se eu começar um movimento pelo ‘Fora, Bolsonaro’ o PT vai acabar aderindo, eles simplesmente não vão começar esse movimento. Então a declaração do Lula acho que a gente deve tomar como uma certa ponderação, ele não quer se envolver, mas isso não quer dizer que ele vá lutar contra a ideia do ‘Fora, Bolsonaro’”, completou.

Rui disse ainda que a melhor alternativa é forçar a queda de Bolsonaro via mobilização popular. “Na minha opinião o impeachment é uma coisa secundária, nós não devemos ter uma concepção tão institucional, porque se você fala em impeachment você coloca as coisas nas mãos da direita no Congresso Nacional. Nós devemos colocar exatamente o ‘Fora, Bolsonaro’ sem dizer como o Bolsonaro vai sair. Se você fala ‘Fora, Bolsonaro’ e ‘vamos tirar ele nas ruas’ significa que a pressão popular vai derrubar o governo Bolsonaro”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio