Sakamoto: Prisão de Michel Temer pode ter sido soco no estômago da Reforma da Previdência

O jornalista Leonardo Sakamoto ressaltou que a prisão do ex-presidente Michel Temer ocorrida nesta quinta-feira (21), ironicamente, "pode ter sido um soco no estômago" da Reforma da Previdência defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, que é semelhante à proposta apresentada por Temer ao Congresso quando esteve na Presidência

Sakamoto: Prisão de Michel Temer pode ter sido soco no estômago da Reforma da Previdência
Sakamoto: Prisão de Michel Temer pode ter sido soco no estômago da Reforma da Previdência (Foto: Dir: Darren Ornitz-Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Leonardo Sakamoto ressaltou que a prisão do ex-presidente Michel Temer ocorrida nesta quinta-feira (21), ironicamente, "pode ter sido um soco no estômago" da Reforma da Previdência defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, que é semelhante à proposta apresentada por Temer ao Congresso quando esteve na Presidência. 

Sakamoto, em artigo no Uol, foi no âmago da questão: "Prender um presidente que atingiu índice de popularidade nominalmente menor que a margem de erro da pesquisa incendeia as redes sociais e anima a população. Mas não o Congresso Nacional, que coloca em primeiro lugar seu instinto de autopreservação. A harmonia há muito tempo foi quebrada entre Executivo, Legislativo e Judiciário, muito por responsabilidade do próprio Temer e de sua quadrilha. Sob Bolsonaro, a relação entre os poderes atingiu níveis de comédia pastelão. Nesse contexto, não há clima, nem articuladores para reformas profundas e complexas", escreveu o jornalista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email