Salles corta verba de combate à incêndios e de fiscalização ambiental

Um levantamento feito PSOL aponta que o contingenciamento de R$ 187 milhões por parte do Ministério do Meio Ambiente atingiu especialmente os programas de fiscalização, conservação de espécies e combate à incêndios florestais do IBama e ICMbio, instituições que vem sendo alvo de um desmonte por parte do governo Jair Bolsonaro

Salles corta verba de combate à incêndios e de fiscalização ambiental
Salles corta verba de combate à incêndios e de fiscalização ambiental (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

247 - Levantamento feito PSOL aponta que o contingenciamento de R$ 187 milhões por parte do Ministério do Meio Ambiente atingiu especialmente os programas de fiscalização, conservação de espécies e combate à incêndios florestais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. o levantamento feito pelo PSL aponta que o contingenciamento anunciado em março pelo ministro Ricardo Salles, atingiu 38% da verba de combates à incêndios florestais. Na área de fiscalização ambiental o corte chegou a 24% e alcançou 60% do valor destinado ao controle de substâncias químicas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247