“Se Bolsonaro sofrer impeachment, será por causa da pandemia”, afirma diretor da Eurasia Group

Segundo a consultoria Eurasia Group, especialista em análises de risco, há somente 25% de chances de Jair Bolsonaro ser destituído do cargo, apesar de já colecionar 30 pedidos de impeachment na Câmara dos Deputados

Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto 27/04/2020
Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto 27/04/2020 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - A consultoria Eurasia Group, especialista em análises de risco, considera que o presidente Jair Bolsonaro possui um risco maior de sofrer impeachment por conta da pandemia do coronavírus do que por conta dos escândalos políticos envolvendo sua família.

De acordo com a empresa, há 25% de chance do ex-capitão ser destituído do cargo, apesar de já colecionar 30 pedidos de impeachment na Câmara dos Deputados.

“Considerando sua base de apoiadores muito leal, é pouco provável que as taxas de aprovação de Bolsonaro caiam substancialmente a níveis perigosos para o presidente”, prevê a Eurasia.

Leia a íntegra na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247