“Se há uma CPI que pode vingar é a da Lava Jato”, diz Rogério Carvalho

O senador petista explicou a argumentação por trás do procedimento, que já tem assinaturas sendo coletadas no Senado. Ele aponta que a CPI não trata da condução jurídica da operação, comprovadamente parcial, mas sim de outras ilegalidades cometidas por Sergio Moro e sua força-tarefa

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista à TV 247, o senador Rogério Carvalho (PT-SE) delineou o argumento a favor da instalação de uma CPI da Lava Jato no Senado. Carvalho explicou que a CPI não trataria da condução jurídica da operação, comprovadamente parcial, mas sim de outras ilegalidades que foram cometidas por Sergio Moro e sua força-tarefa: “Se há uma CPI que pode vingar pelo menos no Senado é a CPI da Lava Jato. Porque ela não é uma CPI para avaliar a ação jurisdicional do Sergio Moro e dos procuradores, do ponto de vista como eles julgaram, como montaram um conluio para perseguir politicamente”, disse.

“Mas sim para avaliar as ilegalidades que eles cometeram ao trazerem agentes policiais de outros países, sem passar pelo Ministério da Justiça, fazer acordos de leniência com empresas brasileiras sem passar pelas autoridades brasileiras. Ou seja, o Estado paralelo que eles criaram”, explicou o senador.

Carvalho, que no último dia 9 anunciou que foi iniciado o processo de recolhimento de assinaturas, resumiu: “A CPI tem como foco o objetivo de investigar como se montou este Estado paralelo, que bisbilhotou a vida de milhares de brasileiros com ajuda da NSA, da CIA e do FBI, porque que estes agentes vieram para o Brasil e porque este grupo substituiu o Estado brasileiro e passou a fazer acordos bilionários de leniência com autoridades suíças e americanas”. 

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email