Secretário de Bolsonaro ataca deputados: 'não estão dispostos' a aprovar reforma

O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, se associou ao seu chefe, Jair Bolsonaro, no ataque aos deputados, acusados de não se mostrarem "dispostos" a aprovar a reforma da Previdência; neste sábado (23), Cintra, além da acusação, apelou para que a sociedade faça cobrança aos seus representantes a fim de que aprovem a medida; de quebra, disse que os deputados sacrificam o país e fazem o povo pagar a conta

Secretário de Bolsonaro ataca deputados: 'não estão dispostos' a aprovar reforma
Secretário de Bolsonaro ataca deputados: 'não estão dispostos' a aprovar reforma (Foto: Pietro Sitchin/SBPC)

247 - O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, se associou ao seu chefe, Jair Bolsonaro, no ataque aos deputados, acusados de não se mostrarem "dispostos" a aprovar a reforma da Previdência. Neste sábado (23), Cintra, além da acusação, apelou para que a sociedade faça cobrança aos seus representantes. De quebra, ainda disse que os deputados sacrificam o país e fazem o povo pagar a conta. 

"Já que os deputados acham que seus pedidos não estão sendo atendidos e não se mostram dispostos a apoiar a Nova Previdência, que a sociedade se articule para cobrar de seus representantes as razões que justificam eles sacrificarem o país e fazerem o povo pagar a conta", postou Cintra no Twitter.

Nos últimos dias, o governo entrou em bate-boca com a Câmara dos Deputados em torno da responsabilidade pela aprovação da reforma da Previdência. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reagiu a ataques do vereador Carlos Bolsonaro (RJ), filho do presidente da República, e abandonou as articulações pela aprovação da reforma.

Em declarações no Chile, onde se encontrava em visita oficial, Bolsonaro criticou Maia e ainda tripudiou com sua "situação pessoal", aludindo ao fato de o ex-ministro Moreira Franco, seu sogro, ter sido preso na última quinta-feira, em ação da Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato. O secretário Marcos Cintra, economista da corrente neoliberal e fiscalista, repete as críticas de Bolsonaro ao que ele chama de "velha política", acusando os deputados de exigirem favores em troca de votos para aprovar a reforma da Previdência

Já que os deputados acham que seus pedidos não estão sendo atendidos e não se mostram dispostos a apoiar a Nova Previdência, que a sociedade se articule para cobrar de seus representantes as razões que justificam eles sacrificarem o país e fazerem o povo pagar a conta.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247