Seguidores de Malafaia questionam silêncio do pastor sobre Flordelis, acusada de matar o marido

A deputada Flordelis é também pastora e já chegou a ministrar cultos na igreja de Silas Malafaia; religioso, que adora se envolver em polêmicas, porém, preferiu o silêncio

Silas Malafaia e Flordelis
Silas Malafaia e Flordelis (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O pastor bolsonarista Silas Malafaia começou a ser cobrado pelos seus próprios seguidores, nesta terça-feira (25), pelo silêncio com relação ao caso da deputada federal e cantora gospel Flordelis que, na segunda-feira (24), foi acusada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo.

O mais irônico é que os internautas fizeram a cobrança ao pastor justamente em uma postagem em que Malafaia afirma que “a imprensa se cala diante do movimento milionário do filho de Lula quando o pai era presidente”.

“Agora é Flordelis… eu como evangélica porém cristã me envergonho de certos evangélicos”, postou uma seguidora de Malafaia.

Leia mais na Fórum.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247