Sem a Lava Jato, Brasil amanhã será o Rio de Janeiro, diz Gilmar

Em evento nos Estados Unidos, o ministro do STF, Gilmar Mendes, disse que "sem as ações da Lava Jato, o Brasil "será o Rio de Janeiro amanhã"; "Acho que nem precisa descrever: milícias, tráfico de drogas e agora tudo isso que está acontecendo, envolvendo todos os poderes: Legislativo, Executivo, Tribunal de Contas, tudo mais. Se não houver interrupção neste processo, o Brasil será amanhã o grande Rio de Janeiro. O Rio é um retrato na parede. Como dói", afirmou o ministro

Sem a Lava Jato, Brasil amanhã será o Rio de Janeiro, diz Gilmar
Sem a Lava Jato, Brasil amanhã será o Rio de Janeiro, diz Gilmar (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

247 - Em evento nos Estados Unidos, o ministro do STF, Gilmar Mendes, disse que "sem as ações da Lava Jato, o Brasil "será o Rio de Janeiro amanhã".

"Acho que nem precisa descrever: milícias, tráfico de drogas e agora tudo isso que está acontecendo, envolvendo todos os poderes: Legislativo, Executivo, Tribunal de Contas, tudo mais. Se não houver interrupção neste processo, o Brasil será amanhã o grande Rio de Janeiro. O Rio é um retrato na parede. Como dói", afirmou o ministro.

Gilmar falou também sobre a necessidade de uma reforma política. "Vamos para a eleição de 2018, que é uma eleição grande, sem modelo específico. Só com doação das pessoas físicas, que no Brasil não tem tradição, e muito provavelmente vamos ficar entregues ao crime organizado, a pessoas que já trabalham no ilícito ou a algumas organizações que têm modo próprio de financiamento (igrejas) coisas assim", disse o ministro.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247