Sem aumento real, salário mínimo de 2022 segue desvalorizado com Bolsonaro

Governo enterra por mais um ano possibilidade de ganho real para o salário mínimo e alimenta cenário dramático de queda na renda e nos empregos, diz a CUT

www.brasil247.com -
(Foto: Marcello Casal Jr/Agencia Brasil)


247 - O Diário Oficial da União publica, nesta sexta-feira (31), a Medida Provisória nº 1.091, de 30 de dezembro de 2021, assinada por Jair Bolsonaro, que define o valor do salário mínimo, a partir de 1º de janeiro de 2022, em R$ 1.212.

A portaria informa ainda que o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 40,40 e de R$ 5,51, o valor horário. 

Em sua fala, ao vivo, em uma rede social, na noite dessa quinta-feira (30), Bolsonaro já havia anunciado o novo valor do salário mínimo para 2022. Atualmente, o salário mínimo é de R$ 1.100, informa a Agência Brasil.

Para os sindicalistas, sem aumento real, o salário mínimo de 2022 segue desvalorizado com Bolsonaro. "Governo enterra por mais um ano possibilidade de ganho real para o salário mínimo e alimenta cenário dramático de queda na renda e nos empregos", diz a CUT. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247