Sem dinheiro em caixa, Temer apela pro fiado para barrar denúncia na Câmara

Sem dinheiro para liberar emendas parlamentares, que foi liberado para barrar o andamento da primeira denúncia na Câmara, Michel Temer abriu que as negociações para impedir o avanço da segunda denúncia sejam feitas antecipando as emendas previstas para 2018; fiado parlamentar começou a ser levado adiante após o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciar que não existe mais dinheiro em caixa para negociações do gênero neste exercício

Sem dinheiro para liberar emendas parlamentares, que foi liberado para barrar o andamento da primeira denúncia na Câmara, Michel Temer abriu que as negociações para impedir o avanço da segunda denúncia sejam feitas antecipando as emendas previstas para 2018; fiado parlamentar começou a ser levado adiante após o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciar que não existe mais dinheiro em caixa para negociações do gênero neste exercício
Sem dinheiro para liberar emendas parlamentares, que foi liberado para barrar o andamento da primeira denúncia na Câmara, Michel Temer abriu que as negociações para impedir o avanço da segunda denúncia sejam feitas antecipando as emendas previstas para 2018; fiado parlamentar começou a ser levado adiante após o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciar que não existe mais dinheiro em caixa para negociações do gênero neste exercício (Foto: Paulo Emílio)

247 - Sem dinheiro para liberar emendas parlamentares, que foi liberado para barrar o andamento da primeira denúncia na Câmara, Michel Temer abriu que as negociações para impedir o avanço da segunda denúncia sejam feitas antecipando as emendas previstas para 2018. O fiado parlamentar começou a ser levado adiante após o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciar que não existe mais dinheiro em caixa para negociações do gênero neste exercício, diz o jornalista Gerson Camarotti em seu blog.

As pressões de aliados por mais verbas e cargos se intensificaram com o recebimento da denúncia pela Câmara dos Deputados. Muitos ainda cobram promessa feitas pelo governo Temer durante as tratativas para barrar a primeira denúncia, o que pode aumentar a tensão entre a base governista e o Planalto.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247