Senado recebe 270 mil assinaturas contra indicação de Moraes ao STF

Entidades da sociedade civil, como o Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo São Francisco, entregaram nesta tarde aos integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado uma petição com cerca de 270 mil nomes que são contra a nomeação de Alexandre de Moraes como ministro do Supremo Tribunal Federal; para os estudantes, Moraes não tem a exigida "reputação ilibada" para o cargo, além de carreira pública marcada pela truculência e pela violência da polícia e contra os movimentos sociais em São Paulo; Moraes será sabatinado no Senado nesta terça

Entidades da sociedade civil, como o Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo São Francisco, entregaram nesta tarde aos integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado uma petição com cerca de 270 mil nomes que são contra a nomeação de Alexandre de Moraes como ministro do Supremo Tribunal Federal; para os estudantes, Moraes não tem a exigida "reputação ilibada" para o cargo, além de carreira pública marcada pela truculência e pela violência da polícia e contra os movimentos sociais em São Paulo; Moraes será sabatinado no Senado nesta terça
Entidades da sociedade civil, como o Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo São Francisco, entregaram nesta tarde aos integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado uma petição com cerca de 270 mil nomes que são contra a nomeação de Alexandre de Moraes como ministro do Supremo Tribunal Federal; para os estudantes, Moraes não tem a exigida "reputação ilibada" para o cargo, além de carreira pública marcada pela truculência e pela violência da polícia e contra os movimentos sociais em São Paulo; Moraes será sabatinado no Senado nesta terça (Foto: Gisele Federicce)

247 - Um documento com cerca de 270 mil assinaturas contra a indicação de Alexandre de Moraes ao Supremo Tribunal Federal foi entregue na tarde desta segunda-feira 20 aos senadores da Comissão de Constituição e Justiça. A petição online está hospedada no site change.org.

Jovens do Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo São Francisco, foram os responsáveis pela entrega. Para os estudantes, Moraes não tem a exigida "reputação ilibada" para o cargo, além de carreira pública marcada pela truculência e pela violência da polícia e contra os movimentos sociais em São Paulo.

"Alexandre de Moraes no STF não! Senadores, não permitam que Moraes torne-se ministro do Supremo", dizia um cartaz. Entre os senadores que estiveram no ato e apoiaram o gesto estão Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Lindbergh Farias (PT-RJ).

Ministro da Justiça licenciado do governo Temer, Moraes será sabatinado no Senado nesta terça-feira 21 para ter o nome aprovado para a vaga deixada por Teori Zavascki no Supremo. Ele já se encontrou com senadores para reforçar sua indicação e seu currículo, chegando a ter até um jantar com senadores num barco em Brasília.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247