Senado vive 'guerra de pareceres' sobre indicação de Eduardo Bolsonaro

Uma "guerra de pareceres" se instalou no Senado em torno da indicação do nome de Eduardo Bolsonaro ao posto de embaixador do Brasil nos EUA

(Foto: Sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma "guerra de pareceres" se instalou no Senado em torno da indicação do nome de Eduardo Bolsonaro ao posto de embaixador do Brasil nos EUA.  

Após a divulgação de um documento elaborado pela consultoria legislativa da Casa que aponta nepotismo na nomeação, outro parecer, também de consultores, afirma o contrário, indica reportagem de O Estado de S.Paulo.   

A Comissão de Relações Exteriores, encarregada de sabatinar o indicado vai se deparar com um conflito de interpretações. O parecer favorável a Eduardo foi requisitado pela liderança do governo no Senado. Já o documento que considera nepotismo foi encomendado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), contrário à indicação.    

O nome de Eduardo Bolsonaro ainda não foi oficializado pelo pai, que espera a formação de uma maioria no Senado para só então enviar a indicação.   

Conforme levantamento de O Estado de S.Paulo, 15 senadores afirmam que pretendem votar a favor do nome do “filho 03” do presidente, enquanto 29 dizem ser contra – 29 não quiseram responder e 7 se declararam indecisos. 

São necessários no mínimo 41 votos para que ele seja aprovado.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247