Senadores querem limitar em dez anos mandatos de ministros do STF

Proposta de Emenda Constitucional, de autoria do senador Lasier Martins, limita em dez anos o mandato de futuros integrantes do STF e restringe o poder de escolha do presidente da República na indicação dos ministros da Corte

STF - Supremo Tribunal Federal (Valter Campanato/Agência Brasil)
STF - Supremo Tribunal Federal (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), de autoria do senador Lasier Martins (Podemos-RS), visa limitar em dez anos o mandato de futuros integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF), além de restringir o poder do presidente da República na indicação dos ministros da Corte. 

A proposta, que tramita no Senado desde 2015, está pronta para ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e voltou à tona após Jair Bolsonaro indicar o desembargador Kassio Nunes para a vaga do ministro Celso de Mello. Nunes será sabatinado pelos integrantes da CCJ na próxima quarta-feira (21). 

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o projeto prevê, ainda, que a escolha dos novos integrantes da Corte ocorra por meio de uma lista tríplice. A relação dos possíveis nomes seria elaborada por meio de um colegiado formado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Procuradoria-Geral da República (PGR) e presidentes de cortes superiores. 

Com isso, o presidente escolheria um dos nomes contidos na lista. Atualmente, esta definição compete exclusivamente ao chefe do Executivo. A PEC mantém a necessidade do escolhido ser sabatinado pela CCJ, além de ter o seu nome aprovado pelo plenário do Senado. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247