Sergio Moro afronta as ‘Regras de Mandela’, ao negar visitas a Lula

Para o advogado e doutor em ciências penais, Leonardo Yarochewsky, o juiz Sérgio Moro e a juíza federal de Curitiba, Carolina Moura Lebbos, ao negarem visitas a Lula, afrontam uma lei conhecida como “Regras de Mandela”; para Yarochewsky “é lamentável que direitos e garantias previstos em lei sejam confundidos com privilégios”

Curitiba- PR- Brasil- 24/10/2016- O o juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, durante sessão especial na Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). Foto: Pedro de Oliveira/ ALEP
Curitiba- PR- Brasil- 24/10/2016- O o juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, durante sessão especial na Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). Foto: Pedro de Oliveira/ ALEP (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para o advogado e doutor em ciências penais, Leonardo Yarochewsky, o juiz Sérgio Moro e a juíza federal de Curitiba, Carolina Moura Lebbos, ao negarem visitas a Lula, afrontam uma lei conhecida como “Regras de Mandela”. Para Yarochewsky, “é lamentável que direitos e garantias previstos em lei sejam confundidos com privilégios”. 

Entenda o que são "Regras de Mandela": 

Segundo as Regras de Mandela,

1 — O regime prisional deve procurar minimizar as diferenças entre a vida no cárcere e aquela em liberdade que tendem a reduzir a responsabilidade dos presos ou o respeito à sua dignidade como seres humanos (Regra 5).

2 — Os prisioneiros devem ter permissão, sob a supervisão necessária, de comunicarem‑se periodicamente com seus familiares e amigos, periodicamente: (a) por correspondência e utilizando, onde houver, de telecomunicações, meios digitais, eletrônicos e outros; e (b) por meio de visitas (Regra 58).

Leia a matéria completa do Viomundo aqui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247