Solnik: o que mais falta para o nazismo ser estabelecido?

O jornalista Alex Solnik condena as últimas ações da ultradireita brasileira, que pretende votar ainda nesta quarta-feira (31) o Projeto de Lei "Escola sem Partido" na Câmara; para agravar o perigoso quadro que o Brasil se encontra, Bolsonaristas criaram uma lista com o nome dos artistas que rechaçaram Bolsonaro durante a campanha, com o intuito de persegui-los; "Queimam livros, perseguem pessoas, o que mais falta para o nazismo ser estabelecido no País?", condena o jornalista; assista 

Solnik: o que mais falta para o nazismo ser estabelecido?
Solnik: o que mais falta para o nazismo ser estabelecido?

TV 247 - A ultradireita já arregaça as mangas, espalhando ódio pelo País, antes mesmo da posse de Bolsonaro. Essa foi a constatação dos jornalistas Alex Solnik e Paulo Moreira Leite durante o programa Boa Noite 247 desta terça-feira (31). 

O Projeto de Lei "Escola sem Partido" poderá ser votado na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (31). O PL tem como objetivo controlar o conteúdo ministrado pelos professores em sala de aula, com a falsa alegação de que os docentes promovem uma "doutrinação marxista". 

Paulo Moreira Leite classifica o projeto como "obscurantista, que tem como objetivo controlar o que o professor diz em sala de aula".

"Solicitar que os estudantes denunciem seus professores em sala de aula é jogar um contra o outro, é completo absurdo", completa.

Moreira refere-se ao pedido da deputada estadual Caroline Campagnolo (PSL-SC), parlamentar recém-leita da base Bolsonaro, que solicitou aos estudantes que denunciem seus professores "doutrinadores".

O jornalista Alex Solnik acredita que os estudantes farão resistência contra a perseguição. "É necessário, afinal, querem amputar a história e queimar livros, assim como fizeram no Estado Novo", condena.

Além da perseguição aos professores, Bolsonaristas criaram uma lista de boicote para perseguir artistas que rechaçaram o candidato do PSL durante a eleição. "O que mais falta para o nazismo ser estabelecido?", questiona o Solnik. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247