Solnik: temos que usar tragédia para lutar contra a liberação das armas

O jornalista Alex Solnik comenta sobre a  tragédia na Escola Estadual Professor Raul Brasil, onde dois ex alunos dispararam contra alunos e funcionários, deixando 10 vítimas, incluindo a dos próprios atiradores, que cometeram suicídio após a chacina; em sua visão, "o ambiente no Brasil está insuportável"; "Nenhum país se desenvolveu com mais armas. A tragédia deve ser usada para lutar contra liberação do porte de armas defendida por Bolsonaro", propõe Solnik

Solnik: temos que usar tragédia para lutar contra a liberação das armas
Solnik: temos que usar tragédia para lutar contra a liberação das armas

247 - O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (13) destacou como principal tema a tragédia ocorrida na Escola Estadual Professor Raul Brasil, onde dois ex alunos dispararam contra alunos e funcionários, deixando 10 vítimas, incluindo a dos próprios atiradores, que cometeram suicídio após a chacina. 

Na avaliação do jornalista Paulo Moreira Leite, "a ideia de que armas de fogo protegem pessoas de bandidos está totalmente furada e mentirosa". "É só analisar os dados dos EUA", aponta. 

Ele destaca que o Brasil historicamente possui um "caráter pacífico" e que "devemos retomar essa característica". 

Já o jornalista Alex Solnik afirma que o ambiente no Brasil está "insuportável" e que nenhum país desenvolveu com "mais armas" .

"A tragédia deve ser usada para lutar contra liberação das armas" acrescenta. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa: 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247