Sondagem 247: para 90%, Bolsonaro está errado sobre reservas indígenas

A declaração feita por Jair Bolsonaro sobre os índios brasileiros, comparados por ele a animais em zoológico, foi repudiada por nada menos 90% das pessoas que participaram de um levantamento feito na comunidade 247, no Youtube; de acordo com a pesquisa, 90% dizem que os povos originários do Brasil têm direito a reservas para preservar suas tradições, cultura e civilização; apenas 10% concordam com a tese de que não deve haver demarcação de terras indígenas

Sondagem 247: para 90%, Bolsonaro está errado sobre reservas indígenas
Sondagem 247: para 90%, Bolsonaro está errado sobre reservas indígenas (Foto: Reuters | Ricardo Stuckert | Rodolfo Oliveira | Aldarey Tamandaré)

247 – "Na verdade, todo o território brasileiro pertence aos índios. Mas como nunca foram respeitados e sobraram só as reservas é lá que eles ainda vão poder dar continuidade às suas tradições. Já que não terão mas nem 1 milímetro de aumento de reservas, correm ainda o risco de perder para os latifundiários gananciosos", escreveu Deusa Bartachi. "O índios são os legítimos brasileiros. Esta questão não era nem para estar sendo discutida por ser tão óbvia. Mas o preconceito, o ódio pelo diferente e a ganância sempre. foram os causadores da disseminação dos índios em qq parte do mundo e isso é insano. Nada justifica abarbarie. Não há humanidade em Bolsonazi", afirmou Marcos Almeida. "Esse psicopata se supera a cada dia. Suas declarações continuam inócuas, preconceituosas e agressivas. Lá fora zombam do povo brasileiro por culpa dos bolsotários", escreveu Ricardo Ruschitto.

Estes foram alguns dos comentários da mais recente Sondagem 247, sobre a declaração feita por Jair Bolsonaro sobre os índios brasileiros, comparados por ele a animais em zoológico. A fala foi repudiada por nada menos que 90% das pessoas. De acordo com a pesquisa, que contou com 5 mil participantes, 90% dizem que os povos originários do Brasil têm direito a reservas para preservar suas tradições, cultura e civilização e apenas 10% concordam com a tese de que não deve haver demarcação de terras indígenas.

Leia, abaixo, reportagem da Reuters sobre o tema:

(Reuters) - O presidente eleito, Jair Bolsonaro, comparou nesta sexta-feira reservas indígenas a jaulas de zoológico ao voltar afirmar que não vai apoiar a demarcação de terras indígenas no país em seu governo.

Bolsonaro argumentou que na vizinha Bolívia, país com numerosa população indígena, um presidente dessa origem foi eleito porque não ficou confinado em uma reserva.

“Ninguém quer maltratar índio, e você pode ver na Bolívia tem um índio que é presidente”, disse Bolsonaro. “E por que no Brasil temos que mantê-los reclusos em reservas como se fossem animais em zoológico?”

“O índio é um ser humano igualzinho a nós e quer o que nós queremos e não pode se usar a situação do índio para demarcar essas enormidades de terras que, no meu entender, poderão ser sim, de acordo com a própria ONU, novos países no futuro”, acrescentou.

Bolsonaro destacou a extensão de reserva ianomâmi que, segundo ele, tem o dobro da área do Estado do Rio de Janeiro. “Justifica isso para talvez 9 mil índios?”

Sobre o Acordo de Paris e outros pactos internacionais nos últimos 20 anos, ele disse que o Brasil aceitou pressão externa para ampliar a demarcação de terras para índios e reservas ambientais. “Esses acordos foram nocivos ao país.”

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247