Sônia Guajajara alerta para “tragédia socioambiental” com Bolsonaro

"A fusão do Min. de Meio Ambiente com o de Agricultura será lembrado como um dos símbolos do início da tragédia socioambiental que será a gestão do governo Bolsonaro. Entregar a Mãe Terra nas mãos de ruralistas gananciosos é o gatilho p/ desastres criminosos como foi o de Mariana", afirmou a líder indígena

Sônia Guajajara alerta para “tragédia socioambiental” com Bolsonaro
Sônia Guajajara alerta para “tragédia socioambiental” com Bolsonaro (Foto: Andrew Aurélio P. de A. Costa)

247 - A líder indígena Sônia Guajajara (Psol), vice do coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, o pessolista Guilherme Boulos (Psol), no primeiro turno da eleição presidencial, criticou a fusão do Ministério do Meio Ambiente com o da Agricultura proposta pelo governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

"A fusão do Min. de Meio Ambiente com o de Agricultura será lembrado como um dos símbolos do início da tragédia socioambiental que será a gestão do governo Bolsonaro. Entregar a Mãe Terra nas mãos de ruralistas gananciosos é o gatilho p/ desastres criminosos como foi o de Mariana", afirmou Sônia no Twitter.

O futuro ministro da Casa Civil, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), informou nesta terça-feira (30) que Bolsonaro manteve a fusão das duas patas. Na campanha, o então presidenciável afirmou que recuaria da proposta por causa das críticas que havia recebido.

Na quarta-feira, dia 24 de outubro, Bolsonaro concedeu entrevista e comentou as críticas de ambientalistas à proposta de fundir as duas pasta. "Está havendo um ruído nessa área e eu sou uma pessoa que estou aberto para o diálogo, pode ser que a gente não encampe essa proposta realmente", afirmou na ocasião.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247