STF dá prazo de 15 dias para Weintraub se explicar sobre ofensas à UNE

O pedido de explicações atende a uma ação apresentada pela UNE após Weintraub atacar a entidade estudantil acusando de ser uma "máfia"

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, ataca a UNE
Ministro da Educação, Abraham Weintraub, ataca a UNE (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi notificado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a apresentar explicações sobre as ofensas feitas por ele à UNE (União Nacional dos Estudantes).

O pedido de explicações atende a uma ação apresentada pela UNE após Weintraub atacar a entidade estudantil acusando de ser uma "máfia".

A declaração de Weintraub foi feita em uma live sobre o lançamento das novas carteirinhas estudantis digitais, iniciativa batizada de ID Estudantil. "Por que algumas pessoas são contra a carteirinha digital? Porque a UNE ganha R$ 500 milhões por ano fazendo isso", afirmou o ministro. "A gente vai quebrar mais uma das máfias do Brasil, tirar R$ 500 milhões das mãos da tigrada da UNE", afirmou.

Para a UNE, as declarações evidenciam o caráter "revanchista de uma política de governo que não esconde seu ímpeto em atingir econômica e politicamente uma entidade que considera não apenas como de oposição, mas sim como verdadeira inimiga".

Na notificação assinada pelo ministro Dias Toffoli, é dado um prazo de 15 dias para resposta de Weintraub, que não é obrigado a responder.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247