STF diz que Barbosa não viajou por jogo do Brasil

"O presidente do STF, Ministro Joaquim Barbosa, não viajou para o Rio de Janeiro, no último dia 31 de maio, para assistir ao jogo do Brasil. O Ministro retornou para a sua residência no Rio de Janeiro, como faz regularmente há mais de 10 anos, desde que empossado no Supremo", diz, em nota, a Secretaria de Comunicação Social do Supremo Tribunal Federal

STF diz que Barbosa não viajou por jogo do Brasil
STF diz que Barbosa não viajou por jogo do Brasil (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

247 - Em nota divulgada na tarde desta sexta-feira, o Supremo Tribunal Federal negou que o presidente do STF, Joaquim Barbosa, tenha viajado ao Rio de Janeiro para assistir ao amistoso entre Brasil e Inglaterra. Segundo a Secretaria de Comunicação Social do STF, Barbosa foi para casa, "como faz regularmente há mais de 10 anos", e compareceu ao jogo no Maracanã por estar na cidade. Leia a nota:

Nota à Imprensa

A respeito das informações veiculadas nesta sexta-feira (05/07) sobre o pagamento de passagens aéreas para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) cumpre esclarecer:

1 – O presidente do STF, Ministro Joaquim Barbosa, não viajou para o Rio de Janeiro, no último dia 31 de maio, para assistir ao jogo do Brasil. O Ministro retornou para a sua residência no Rio de Janeiro, como faz regularmente há mais de 10 anos, desde que empossado no Supremo;

2 – O Ministro teve seu deslocamento, em avião de carreira, pago pelo Supremo. Essa é uma prerrogativa de todos os ministros do Supremo Tribunal Federal, adotada também por outros tribunais;

3 – Decisão administrativa de 1995 regulamentou cota de passagens aéreas a ser utilizada pelos gabinetes dos Ministros de acordo com a necessidade de deslocamento de cada um deles, havendo limite para os gastos;

4 – A cota de passagens é anual e tem validade independentemente do recesso judiciário ou períodos de licença.

Secretaria de Comunicação Social do STF

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247