STF está preocupado com violência de protestos de PMs e com militarização do governo

Ministros da suprema corte estão receosos de que a violência se alastre com a orientação ideológica da polícia

Sede do STF em Brasília
Sede do STF em Brasília

247 - O STF (Supremo Tribunal Federal) acompanha com apreensão cada vez maior a evolução dos movimentos de policiais militares e as ameaças de novos motins por reivindicações salariais. 

Ministros da corte demonstram preocupação com a violência e as ligações dos protestos de PMs com a base de apoio de Jair Bolsonaro, informa a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo.

Para esses ministros, a orientação ideológica das polícias pode trazer riscos ao país. Alguns deles se mostram apreensivos também com a militarização do governo. Hoje, apenas generais pertencem ao entorno mais próximo de Bolsonaro no Palácio do Planalto. 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247