STJ nega rever pedido de Lula sobre suspeição de Moro

Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido feito pela defesa do ex-presidente Lula para que fosse feita uma revisão na decisão tomada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que considerou que o juiz federal Sérgio Moro não é suspeito para julgar os casos envolvendo o ex-presidente; pdido de suspeição foi feito no processo referente ao tríplex do Guarujá no qual Moro condenou lula a uma pena de 9,6 anos de reclusão

Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido feito pela defesa do ex-presidente Lula para que fosse feita uma revisão na decisão tomada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que considerou que o juiz federal Sérgio Moro não é suspeito para julgar os casos envolvendo o ex-presidente; pdido de suspeição foi feito no processo referente ao tríplex do Guarujá no qual Moro condenou lula a uma pena de 9,6 anos de reclusão
Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido feito pela defesa do ex-presidente Lula para que fosse feita uma revisão na decisão tomada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que considerou que o juiz federal Sérgio Moro não é suspeito para julgar os casos envolvendo o ex-presidente; pdido de suspeição foi feito no processo referente ao tríplex do Guarujá no qual Moro condenou lula a uma pena de 9,6 anos de reclusão (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que fosse feita uma revisão na decisão tomada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que considerou que o juiz federal Sérgio Moro não é suspeito para julgar os casos envolvendo o ex-presidente.

O pedido de suspeição foi feito no processo referente ao tríplex do Guarujá no qual Moro condenou lula a uma pena de 9,6 anos de reclusão. A decisão do ministro Félix Fischer o STJ negando a reavaliação do pedido feito pela defesa foi publicada no dia 8.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247