Stoppa: delação de Palocci não irá influenciar os eleitores de Haddad

O apresentador Leonardo Stoppa comenta a delação do ex-ministro Antonio Palocci, publicizada propositalmente pelo juiz Sérgio Moro às vésperas da eleição, onde Palocci, mais uma vez, tenta envolver Lula em esquemas de corrupção; na opinião do apresentador, o bombardeio vindo por parte de Moro e Rede Globo não atingem mais o eleitor de Haddad; "As pessoas já estão vacinadas contra esse tipo de ataque e não caem mais nestas armadilharas", observa; assista a íntegra do programa Léo ao Quadrado

Stoppa: delação de Palocci não irá influenciar os eleitores de Haddad
Stoppa: delação de Palocci não irá influenciar os eleitores de Haddad
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

TV 247 - Qual impacto que a delação do ex-ministro Antônio Palocci terá? O PT perderá votos com isso? Este foi o principal tema do programa Léo ao Quadrado desta segunda-feira (1), que também abordou temas relacionados à censura no STF e o quadro eleitoral. 

O juiz federal Sergio Moro retirou o sigilo de parte do acordo de delação do ex-ministro Antonio Palocci no âmbito da Operação Lava Jato nesta segunda-feira. O ex-membro do PT citou diversos esquemas de corrupção ligados à sigla. 

Na opinião do apresentador Leonardo Stoppa, o bombardeio vindo por parte de Moro e Rede Globo não atingem mais o eleitorado de Haddad. "As pessoas já estão vacinadas contra esse tipo de ataque", observa. 

"A República de Curitiba, em parceria com o PSDB, devem ter mais cartas na manga, com certeza irão utilizá-las no segundo turno, mas não é a delação do Palocci que inviabilizará que Haddad chegue ao segundo turno", projeta. 

Ele acrescenta que a única forma de Moro não ser investigado é com a vitória do PSDB. "Ele conta com a vitória de Alckmin para sair ileso", observa. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Léo ao Quadrado

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247