Stoppa: esquerda deveria se unir agora para conter um golpe militar

O apresentador Leonardo Stoppa defende que os setores progressistas devem unir-se já no primeiro turno, angariando forças para evitar um golpe militar no Brasil; "Os militares dirão que, como Bolsonaro não pode participar da campanha eleitoral, o processo deverá ser anulado e o TSE irá acatar", projeta; assista a íntegra do programa Léo ao Quadrado na TV 247

Stoppa: esquerda deveria se unir agora para conter um golpe militar
Stoppa: esquerda deveria se unir agora para conter um golpe militar

TV 247 -  A união da esquerda para derrotar o fascismo. Este foi o principal tema do programa Léo ao Quadrado desta segunda-feira (17), que também destacou as pesquisas que indicam Dilma Rousseff liderando a disputa para o Senado em Minas Gerais, além das declarações de Bolsonaro afirmando que não irá legitimar as eleições caso ele saia derrotado do pleito. 

O apresentador Leonardo Stoppa defende que os setores progressistas devem se unir já no primeiro turno, angariando forças para evitar um golpe militar no Brasil. "Os militares dirão que, como Bolsonaro não pode participar da campanha eleitoral, o processo deverá ser anulado", projeta. 

Stoppa afirma que o Tribunal Superior Eleitoral seria conivente com a decisão dos militares. "É só o general Villas Bôas mandar que o judiciário obedece", alerta. 

"Por isso a esquerda deve abandonar seu ego e prezar pela coerência e amor à pátria", argumenta Stoppa. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Léo ao Quadrado

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247