Stoppa: estamos vivendo a naturalização do absurdo

Em live na TV 247, Leonardo Stoppa explica lógica das imagens de Jair Bolsonaro com a ema e a cloroquina. "A ideia de que o presidente é doidão vai tornar natural qualquer ato absurdo que ele venha a tomar"

Leonardo Stoppa e Jair Bolsonaro
Leonardo Stoppa e Jair Bolsonaro (Foto: Brasil247 | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O comunicador Leonardo Stoppa, em conversa na TV 247, afirmou que o Brasil vive a “naturalização do absurdo” sob a gestão Jair Bolsonaro e comentou o caso da cloroquina e a ema: “enquanto o Bolsonaro faz a cortina de fumaça, o Guedes governa a política econômica”.

Para Stoppa, a estratégia de comunicação do governo é tornar tão comum atos de insanidade e estupidez de Bolsonaro a ponto de a população já encarar como normais tais atitudes vindas de um presidente da República. “O que a gente está vivendo hoje é a naturalização do absurdo. Por exemplo, no momento em que o Bolsonaro faz uma coisa esdrúxula, como brincar com a caixinha de cloroquina e a ema, todos nós enxergamos isso como um ato grotesco, um ato estúpido, um ato idiota. Mas olha bem como que isso é uma coisa estratégica sob o aspecto da comunicação. Isso transmite a ideia que o Bolsonaro é naturalmente o presidente doidão, então ele está naturalizando aquele absurdo. Isso transmite a ideia de que qualquer coisa absurda que ele venha a fazer no futuro faz parte da personalidade dele. Com a naturalização do absurdo, ele estão criando uma nova postura esperada para o presidente da República”. 

“E mais: ele consegue através disso controlar a mídia convencional, que vai falar toda sobre a questão da ema, e ele consegue controlar a mídia alternativa que, no lugar de estar apresentando soluções para a saída deste problema, está falando sobre a questão esdrúxula do Bolsonaro. Enquanto Bolsonaro está sendo criticado por brincar com a caixa de cloroquina e a ema, a gente está vendo aí refinarias sendo vendidas, enquanto o Bolsonaro faz a cortina de fumaça, o Guedes governa a política econômica”, completou.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247