Temer adia recurso pela posse de Cristiane para evitar derrota no STF

Michel Temer encontrou-se com o preside do PTB, Roberto Jefferson, e com a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) pouco antes de viajar para São Paulo para realizar exames de saúde e  informou que o governo só deverá apresentar um novo recurso – desta vez no STF visando assegurar a posse da parlamentar como ministra do Trabalho na próxima segunda-feira (15); Temer teria dito que o adiamento visa evitar uma nova derrota após o TRF2 manter a suspensão da posse da parlamentar

Michel Temer encontrou-se com o preside do PTB, Roberto Jefferson, e com a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) pouco antes de viajar para São Paulo para realizar exames de saúde e  informou que o governo só deverá apresentar um novo recurso – desta vez no STF visando assegurar a posse da parlamentar como ministra do Trabalho na próxima segunda-feira (15); Temer teria dito que o adiamento visa evitar uma nova derrota após o TRF2 manter a suspensão da posse da parlamentar
Michel Temer encontrou-se com o preside do PTB, Roberto Jefferson, e com a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) pouco antes de viajar para São Paulo para realizar exames de saúde e  informou que o governo só deverá apresentar um novo recurso – desta vez no STF visando assegurar a posse da parlamentar como ministra do Trabalho na próxima segunda-feira (15); Temer teria dito que o adiamento visa evitar uma nova derrota após o TRF2 manter a suspensão da posse da parlamentar (Foto: Paulo Emílio)

247 - Michel Temer encontrou-se com o preside do PTB, Roberto Jefferson, e com a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) pouco antes de viajar para São Paulo para realizar exames de saúde.

No encontro, realizado na Base Aérea de Brasília, Temer informou que o governo só deverá apresentar um novo recurso – desta vez no Supremo Tribunal Federal (STF) visando assegurar a posse da parlamentar como ministra do Trabalho na próxima segunda-feira (15). Temer teria dito que o adiamento visa evitar uma nova derrota.

A posse de Cristiane foi suspensa pela Justiça após a divulgação que ela havia sido condenada a pagar R$ 60 mil em indenizações em dois processos movidos por ex-motoristas da parlamentar. Ela e a Advocacia-Geral da União recorreram da decisão junto ao Tribunal Regional da 2ª Região (TRF2), que manteve a suspensão da posse.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247