Temer consegue ser desmentido por gerente de churrascaria

Após a repercussão negativa do jantar oferecido por Michel Temer a embaixadores dos países que mais importam carnes brasileira em uma churrascaria que serve apenas cortes importados, o Palácio do Planalto divulgou uma nota dizendo que a carne servida no local é, na verdade, brasileira; de acordo com um áudio da Coluna do Estadão, porém, um dos gerentes da Churrascaria Steak Bull, em Brasília, informou que o local só vende carne importada

churrasco churrascaria
churrasco churrascaria (Foto: Paulo Emílio)

247 - Após a repercussão negativa do jantar oferecido por Michel Temer a embaixadores dos países que mais importam carnes brasileira em uma churrascaria que serve apenas cortes importados, o Palácio do Planalto divulgou uma nota dizendo que a carne servida no local é, na verdade, brasileira.

De acordo com a Coluna do Estadão, porém, um dos gerentes da Churrascaria Steak Bull, em Brasília, informou que o local só vende carne importada. Após o Planalto divulgar nota e a repercussão da informação, outro gerente da churrascaria Paulo Godoi procurou o Estadão para dizer que a picanha vendida no restaurante é australiana, mas ontem, excepcionalmente, para Temer, foi oferecida corte de marca brasileira.

Na reunião que antecedeu o jantar, Temer disse que está sendo montada uma força-tarefa para apurar as denúncias levantadas pela investigação Carne Fraca da Polícia Federal e que o fato se concentra em apenas 21 empresas, das mais de 3 mil que compõe o setor no país. Nesta segunda-feira, a União Europeia e a Coreia do Sul anunciaram a suspensão da comercialização de carnes e frango de empresas brasileiras investigadas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247