Temer culpa Gisele Bundchen por fracasso ambiental

Incapaz de liderar o país, Michel Temer agora culpa Gisele Bundchen pelo fracasso ambiental do seu governo; após bater recorde de popularidade negativa, Temer acha que a queda da aprovação aconteceu por conta das críticas da modelo brasileira à extinção de uma reserva ambiental na Amazônia

Incapaz de liderar o país, Michel Temer agora culpa Gisele Bundchen pelo fracasso ambiental do seu governo; após bater recorde de popularidade negativa, Temer acha que a queda da aprovação aconteceu por conta das críticas da modelo brasileira à extinção de uma reserva ambiental na Amazônia
Incapaz de liderar o país, Michel Temer agora culpa Gisele Bundchen pelo fracasso ambiental do seu governo; após bater recorde de popularidade negativa, Temer acha que a queda da aprovação aconteceu por conta das críticas da modelo brasileira à extinção de uma reserva ambiental na Amazônia (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Infomoney - A última pesquisa CNT/MDA, divulgada no final da manhã da última terça-feira (19), não trouxe boas notícias para o presidente Michel Temer. O peemedebista registrou a pior aprovação pessoal e de governo da série histórica da pesquisa. A avaliação negativa do governo do peemedebista alcançou 75,6% neste mês de setembro, superando o então "recorde" registrado por sua antecessora, Dilma Rousseff, que teve índice de 70,9% em julho de 2015. Só 3,4% aprovam a gestão atual.

Temer também é dono do pior desempenho pessoal da série história: 84,5% desaprovam o desempenho do presidente. A pesquisa foi realizada com 2.002 eleitores durante os dias 13 e 16 de setembro. Porém, ao contrário do que se pensa, não foi só a denúncia apresentada contra ele que levou a essa forte desaprovação. Pelo menos na avaliação do Planalto.

Segundo a coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o governo colocou na conta de Gisele Bündchen a nova queda de popularidade revelada na pesquisa . A modelo criticou fortemente o governo no episódio da Renca (Reserva Ambiental do Cobre). No final de agosto, o governo extinguiu a reserva, situada em uma região entre os estados do Pará e do Amapá. Após muitas críticas, o governo voltou atrás.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247