Temer deve ser ouvido por delegado que considera como desafeto pessoal

Ex-presidente Michel Temer, que foi preso nesta quinta-feira (21), deverá prestar depoimento ao delegado da Polícia Federal Cleyber Malta, que atua no núcleo que investiga crimes cometidos por políticos e é considerado um desafeto pessoal de Temer desde a abertura do Inquérito dos Portos, em 2017; Malta foi acusado por ele de perseguição, além de não possuir isenção e imparcialidade para conduzir o inquérito

Temer deve ser ouvido por delegado que considera como desafeto pessoal
Temer deve ser ouvido por delegado que considera como desafeto pessoal (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Michel Temer, que foi preso nesta quinta-feira (21) deverá prestar depoimento ao delegado da Polícia Federal Cleyber Malta, que atua no núcleo que investiga crimes cometidos por políticos e é considerado um desafeto pessoal de Temer desde a abertura do Inquérito dos Portos, em 2017. Malta também deverá participar da oitiva dos outros nove presos na operação. A defesa de Temer disse ter sido pega de surpresa com a informação e afirmou que tentará barrar o depoimento.

O Inquérito dos Portos foi concluído no final do ano passado e resultou no indiciamento de 10 pessoas, incluindo o ex-presidente. Desde o início das investigações, Malta foi duramente criticado por Temer que teria, inclusive, tentado derrubar o delegado. Em junho do ano passado, porém, a defesa de Temer desistiu de pedir o afastamento do delegado por achar que não teria sucesso na empreitada.

Malta foi acusado por ele de perseguição, além de não possuir isenção e imparcialidade para conduzir o inquérito. Temer também acusou o policial de ter sido agressivo e de ter faltado com o respeito em função das 50 perguntas enviadas a ele sobre as investigações no setor portuário enquanto ainda estava na Presidência da República. (Leia no Brasil 247)

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247