Temer é instrumento servil de Bolsonaro, diz Tarso Genro

Tarso Genro, ex-ministro da Justiça e ex-governador do Rio Grande do Sul, afirmou que Michel Temer foi um "instrumento servil" da posição direitista de Jair Bolsonaro, ao assinar a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti; o ex-ministro que responsável por conceder refúgio político a Battisti em 2009 afirmou que Temer tomou a decisão por ter feito um acordo político com Bolsonaro, e não é uma decisão jurídica

Temer é instrumento servil de Bolsonaro, diz Tarso Genro
Temer é instrumento servil de Bolsonaro, diz Tarso Genro (Foto: Pedro Revillion - Palácio Piratini)

247 - Para o ex-ministro da Justiça e ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro, o presidente Michel Temer foi um "instrumento servil" da posição do presidente eleito, Jair Bolsonaro, ao assinar a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti, nesta sexta-feira (14). De acordo com matéria publicada no Estadão, o ex-ministro que foi responsável por conceder refúgio político a Battisti em 2009, a decisão de Temer foi resultado de um acordo político com Bolsonaro, e não é uma decisão jurídica.

"O Temer está sendo apenas um instrumento servil dessa posição (de Bolsonaro) que, na minha opinião, não é fundamentável juridicamente", declarou Tarso, reforçando que se fosse uma decisão baseada em aspectos jurídicos, Temer teria mantido a concessão de refúgio político ao italiano, que foi dado durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na tarde desta sexta-feira (14), após o governo anunciar a decisão, Tarso comentou o assunto em sua página nas redes sociais. No Twitter, o petista disse que seu despacho na época "foi jurídico, não político", e seguiu orientação do próprio Supremo no caso do também italiano Achille Lollo, que teve o pedido de extradição negado pela Corte, em 1993.

Tarso enfatizou que o advogado de Battisti à época, o então advogado Luís Roberto Barroso, que depois se
tornaria ministro do STF, apresentou "argumentos jurídicos fortíssimos" em favor de Battisti. "A Globo bolsonarista é que está contente por ideologia", criticou.

"Acho que não vai ter repercussão nenhuma, vai ser rapidamente superada porque hoje existe uma unidade muito grande no País dos meios de comunicação e dos setores políticos mais organizados de direita em torno do governo Bolsonaro", acrescentou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247