Temer e Itamaraty lamentam morte de embaixador grego

Michel Temer emitiu nota lamentando a morte do embaixador grego no Brasil, Kyriakos Amiridis. Na nota, ele expressou condolências e disse que as circunstâncias da morte do embaixador estão sendo objeto de uma cuidadosa investigação; também em nota, o Itamaraty lamentou a morte do diplomata e ressaltou que Amiridis estava servindo no Brasil pela segunda vez; segundo a polícia, um policial militar, Sérgio Gomes Moreira, teria matado o embaixador com a ajuda de um primo e com o conhecimento da mulher do diplomata, Françoise de Souza Oliveira. Françoise e Sérgio seriam amantes; a Justiça decretou a prisão de todos os suspeitos de envolvimento no crime

Brasília - O presidente em exercício, Michel Temer, recebe em cerimônia no Palácio do Planalto, carta credencial do embaixador, Kyriakos Amiridis, da República Helênica. (José Cruz/Agência Brasil)
Brasília - O presidente em exercício, Michel Temer, recebe em cerimônia no Palácio do Planalto, carta credencial do embaixador, Kyriakos Amiridis, da República Helênica. (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer, que está de férias no Rio de janeiro, emitiu nota lamentando a morte do embaixador grego no Brasil, Kyriakos Amiridis. Na nota, ele expressou condolências e disse que as circunstâncias da morte do embaixador estão sendo objeto de uma cuidadosa investigação. Também em nota, o Itamaraty lamentou a morte do diplomata e ressaltou que Amiridis estava servindo no Brasil pela segunda vez.

Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, um policial militar, Sérgio Gomes Moreira, teria matado o embaixador com a ajuda de um primo e com o conhecimento da mulher do diplomata, Françoise de Souza Oliveira. Françoise e Sérgio seriam amantes, segundo a polícia. A justiça decretou a prisão de todos os suspeitos de envolvimento no crime.

O embaixador estava desaparecido desde a segunda-feira (26), mas o fato só foi comunicado às autoridades 48 horas após o desaparecimento.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email