Temer é o terceiro mais rejeitado entre 11 líderes da América Latina

Alçado ao poder por meio de um golpe parlamentar, Michel Temer é reprovado por 59% dos formadores de opinião no Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos, o terceiro maior do mundo; entre os 11 chefes de estado avaliados em toda a América Latina, Temer ocupou a nona colocação, com 30% – à frente de Peña Nieto, do México (25%), e Nicolás Maduro, da Venezuela (6%); segundo o instituto, apenas 2% aprovam completamente seu governo; 39% aprovam um pouco; 12% desaprovam um pouco o governo Temer, enquanto 47% desaprovam completamente; maior rejeição de Temer no continente ocorre na Argentina, com 72%; Ipsos ouviu 295 pessoas em 14 países da América Latina

Alçado ao poder por meio de um golpe parlamentar, Michel Temer é reprovado por 59% dos formadores de opinião no Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos, o terceiro maior do mundo; entre os 11 chefes de estado avaliados em toda a América Latina, Temer ocupou a nona colocação, com 30% – à frente de Peña Nieto, do México (25%), e Nicolás Maduro, da Venezuela (6%); segundo o instituto, apenas 2% aprovam completamente seu governo; 39% aprovam um pouco; 12% desaprovam um pouco o governo Temer, enquanto 47% desaprovam completamente; maior rejeição de Temer no continente ocorre na Argentina, com 72%; Ipsos ouviu 295 pessoas em 14 países da América Latina
Alçado ao poder por meio de um golpe parlamentar, Michel Temer é reprovado por 59% dos formadores de opinião no Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos, o terceiro maior do mundo; entre os 11 chefes de estado avaliados em toda a América Latina, Temer ocupou a nona colocação, com 30% – à frente de Peña Nieto, do México (25%), e Nicolás Maduro, da Venezuela (6%); segundo o instituto, apenas 2% aprovam completamente seu governo; 39% aprovam um pouco; 12% desaprovam um pouco o governo Temer, enquanto 47% desaprovam completamente; maior rejeição de Temer no continente ocorre na Argentina, com 72%; Ipsos ouviu 295 pessoas em 14 países da América Latina (Foto: Aquiles Lins)

247 - Pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos mostra que Michel Temer é reprovado por 59% dos formadores de opinião no Brasil. 

Entre os 11 chefes de estado avaliados em toda a América Latina, Temer ocupou a nona colocação, com 30% – à frente de Peña Nieto, do México (25%), e Nicolás Maduro, da Venezuela (6%).

Segundo o jornalista Itamar Garcez, do blog Os Divergentes, a pesquisa, realizada em oito países da América Latina onde o Ipsos tem escritórios, apresentava cinco opções aos entrevistados. Eis, abaixo, o desempenho de Temer diante dos formadores de opinião no Brasil.

Apenas 2% aprovam completamente seu governo. 39% aprovam um pouco. 12% desaprovam o governo de Michel Temer, enquanto 47% desaprova completamente. 

O Ipsos apurou que a maior aprovação de Temer fora do Brasil é no México (39%). No outro extremo, apenas 14% dos argentinos aprovam o brasileiro. É também na Argentina que presidente do Brasil é recordista em rejeição (72%). A menor desaprovação a Temer vem do México (55%).

Quatro chefes de estado latino-americanos são muito bem avaliados pelos brasileiros consultados. Michelle Bachelet (73%), Tabaré Vázquez (69%), Juan Manuel Santos (67%) e Mauricio Macri (55%).

O Ipsos ouviu 295 pessoas em 14 países da América Latina. A coleta de dados ocorreu entre 11/11/2016 e 23/01/2017. Formadores de opinião, no conceito do instituto, são jornalistas e colunistas de meios de comunicação (físicos e virtuais).

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247