Temer faz parlamentarismo de chantagem, diz cientista político da Unicamp

"Com a possibilidade de que novas denúncias apareçam, a barganha e a chantagem dos deputados em relação àquele que lidera o Executivo chegou a níveis tão altos que o semiparlamentarismo acaba se configurando. É um semiparlamentarismo da chantagem explícita", afirma Wagner Romão, professor do Departamento de Ciência Política da Universidade de Campinas (Unicamp) e coordenador do Núcleo de Pesquisa em Participação, Movimentos Sociais e Ação Coletiva (Nepac)

Presidente Michel Temer durante pronunciamento no Palácio do Planalto em Brasília 18/05/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Michel Temer durante pronunciamento no Palácio do Planalto em Brasília 18/05/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em entrevista à revista Carta Capital, o cientista político Wagner Romão, professor da Unicamp, afirma que Michel Temer faz um semiparlamentarismo de chantagem explícita.

"Com a possibilidade de que novas denúncias apareçam, a barganha e a chantagem dos deputados em relação àquele que lidera o Executivo chegou a níveis tão altos que o semiparlamentarismo acaba se configurando. É um semiparlamentarismo da chantagem explícita", disse ele.

Ele avalia, no entanto, que Temer terá dificuldades para conduzir sua agenda de reformas.

"O fato de o governo não ter tido uma vitória expressiva mostra que acabou a lua-de-mel entre Temer e a base que votou pelo impeachment de Dilma Rousseff. É claro que o governo continua com uma base expressiva, mas eu acho que enfrentará muita dificuldade para conseguir três quintos de votos, que é o necessário para aprovar reformas constitucionais. A base não é mais aquela de 350, 400 deputados", diz ele.

Leia aqui a íntegra.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247