Temer leva lavada até no PMDB: 97% rejeitam reforma da Previdência

Enquete feita pelo PMDB de Michel Temer revela que 97% dos brasileiros são contra a reforma da Previdência; até a noite de ontem (12), 11.121 pessoas tinham participado da pesquisa, das quais 10.736 (97%) disseram ser contra a reforma; apenas 183 pessoas, o equivalente a 2%, responderam que são favoráveis à proposta; outras 167 (1%) disseram não ter conhecimento sobre a matéria

Enquete feita pelo PMDB de Michel Temer revela que 97% dos brasileiros são contra a reforma da Previdência; até a noite de ontem (12), 11.121 pessoas tinham participado da pesquisa, das quais 10.736 (97%) disseram ser contra a reforma; apenas 183 pessoas, o equivalente a 2%, responderam que são favoráveis à proposta; outras 167 (1%) disseram não ter conhecimento sobre a matéria
Enquete feita pelo PMDB de Michel Temer revela que 97% dos brasileiros são contra a reforma da Previdência; até a noite de ontem (12), 11.121 pessoas tinham participado da pesquisa, das quais 10.736 (97%) disseram ser contra a reforma; apenas 183 pessoas, o equivalente a 2%, responderam que são favoráveis à proposta; outras 167 (1%) disseram não ter conhecimento sobre a matéria (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Enquete feita pelo PMDB de Michel Temer revela que 97% dos brasileiros são contra a reforma da Previdência. Até a noite de ontem (12), 11.121 pessoas tinham participado da pesquisa, das quais 10.736 (97%) disseram ser contra a reforma. Apenas 183 pessoas, o equivalente a 2%, responderam que são favoráveis à proposta. Outras 167 (1%) disseram não ter conhecimento sobre a matéria.

"Uma enquete dessas é um excelente palco para atuação dos nossos adversários contra a reforma", criticou o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), que foi presidente da comissão especial que analisou a reforma. O colegiado concluiu os trabalhos na última terça-feira, 9, possibilitando que a reforma possa ser votada no plenário da Câmara.

A pesquisa ocorre em meio à movimentação de caciques do PMDB para fechar questão a favor da reforma. Um fechamento de questão obrigaria os 64 deputados e 22 senadores do partido a votarem a favor da proposta, sob pena de serem punidos até mesmo com a expulsão.

O líder do PMDB a Câmara, Baleia Rossi (SP), diz já ter pelo menos 50 assinaturas de deputados para pedir o fechamento de questão na próxima semana. As assinaturas serão entregues durante reunião da executiva nacional da sigla, prevista para a próxima semana.

Presidente da legenda, o senador Romero Jucá (RR) afirmou em entrevista na manhã desta sexta-feira, no Palácio do Planalto, que a "tendência" hoje é de que o fechamento de questão seja aprovado. A expectativa é de que o fechamento faça com que outros partidos da base, como PSDB e DEM, também fechem.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247