Temer limpou as contas visadas pela Lava Jato

Após o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, determinar o sequestro de R$ 62 milhões das contas Michel Temer, e outros R$ 3,208 milhões de Maristela Temer, o Banco Central encontrou apenas R$ 1.217,15 na conta da filha do ex-presidente; ao todo, Bretas determinou o confisco de R$ 62.595.537,32 de Temer, por meio do escritório Temer Advogados Associados e da empresa Tabapuã Investimentos e Participações; na conta do escritório, o BC informou não ter encontrado nenhum valor depositado

Temer limpou as contas visadas pela Lava Jato
Temer limpou as contas visadas pela Lava Jato (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)

247 - Após o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, determinar o sequestro de R$ 62 milhões nas contas ligadas a Michel Temer, e outros R$ 3,208 milhões em nome de Maristela Temer, o Banco Central encontrou apenas R$ 1.217,15 na contada filha do ex-presidente. Ao todo, Bretas determinou o confisco de R$ 62.595.537,32 de Temer, por meio do escritório Temer Advogados Associados e da empresa Tabapuã Investimentos e Participações, que tem o ex-presidente como controlador. Segundo o blog do jornalista Fausto macedo, do jornal O Estado de S. Paulo,  Na conta do escritório, o BC informou não ter encontrado nenhum valor depositado. Já na da Tabapuã, foram bloqueados R$ 491.889,14.

Temer foi preso na última quinta-feira (21), em São Paulo, na Operação Descontaminação, um desdobramento da Lava Jato. O ex-presidente é suspeito de liderar um esquema de corrupção há mais de 40 anos. Temer foi solto nesta segunda-feira (25), junto com outros preso na operação, por determinação do desembargador Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (TRF-2).

Ele é suspeito de receber cerca de R$ 1 milhão em propinas durante as obras da usina de Angra 3 e os investigadores acreditam que parte do dinheiro foi lavado por meio de uma reforma na casa de Maristela Temer.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247