Temer usa R$ 777 mi que conectariam estudantes à internet para pagar diesel dos caminhoneiros

Quase metade da população brasileira ainda não tem acesso à internet. E o governo tirou R$777 milhões que deveriam ser destinados a conectar essas pessoas para pagar a conta do diesel e colocar um fim à greve dos caminhoneiros, relata Tatiana Dias, no Intercept Brasil

Temer usa R$ 777 mi que conectariam estudantes à internet para pagar diesel dos caminhoneiros
Temer usa R$ 777 mi que conectariam estudantes à internet para pagar diesel dos caminhoneiros (Foto: Esq.: Beto Barata - PR / Dir.: Divulgação)

Tatiana Dias, Intercept Brasil - Quase metade da população brasileira ainda não tem acesso à internet. E o governo tirou R$777 milhões que deveriam ser destinados a conectar essas pessoas – especialmente a população mais pobre, escolas, bibliotecas, instituições de saúde, atendimento a áreas remotas e assistência a deficientes – para pagar a conta do diesel e colocar um fim à greve dos caminhoneiros. O remanejo do dinheiro, que contraria o que diz a lei, está na Medida Provisória que anunciou a realocação de verbas para estancar a sangria da greve.

Com o caos da paralisação, o presidente Michel Temer precisou atender a principal reivindicação dos grevistas: diesel mais barato. Além de retirar dinheiro da saúde e da educação, a manobra para acabar com o movimento que parou o país impactou, também, a verba que deveria ser usada para conectar mais gente à internet.

Leia a íntegra

Ao vivo na TV 247 Youtube 247